ANEAM - Associação Nacional dos Engenheiros Ambientais

16-05-2013

Relacionamento Interpessoal é essencial na Carreira do Engenheiro Ambiental

Avalie este item
(0 votos)

A engenheira Andresa Cristina de Andrade, graduada em 2005 pela Universidade Católica de Brasília – UCB, recomenda aos engenheiros ambientais um bom relacionamento interpessoal

e o desenvolvimento da habilidade de gestão visando posições de coordenação.

Andresa atualmente é docente no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília – IFB, campus Samambaia. Mas anteriormente atuou como Consultora, pela Fundação Nacional de Saúde – FUNASA (2008 – 2010); coordenadora geral de pesquisa e extensão e coordenadora do Programa CERTIFIC do Campus Samambaia (2010 – 2013).

Sobre sua carreira profissional a Engenheira concedeu entrevista com exclusividade à Associação Nacional dos Engenheiros Ambientais – ANEAM.

ANEAM - A Associação Nacional dos Engenheiros Ambientais – ANEAM vem buscando cada vez mais valorizar, fortalecer e integrar a classe dos profissionais de Engenharia Ambiental do Brasil. Assim, criamos em nosso Site o quadro Carreira, para mostrar como profissionais desta área alcançaram o tão almejado sucesso. A ANEAM escolheu você para ser entrevistado como exemplo de sucesso na Carreira. Conte como foi chegar até aqui e quais seus planos para o futuro.

Eng. Andressa – A inserção no mercado de trabalho ocorreu de forma natural, assim que formei (2005) fui ser bolsista na UnB de projetos de pesquisa, logo depois entrei no mestrado e quando estava para defender a dissertação fui trabalhar como consultora na FUNASA de onde saí quando fui aprovada no concurso para trabalhar no Instituto Federal de Brasília como professora.

ANEAM - Quais foram as maiores dificuldades encontradas para entrar no mercado de trabalho, se existiram?

Eng. Andressa – No começo eu gostaria de atuar em empresas privadas prestando serviço de consultoria, encontrei dificuldade pelo fato das empresas não conhecerem o curso na época, mas após isso não encontrei maiores dificuldades.

ANEAM - A Engenharia Ambiental é relativamente nova no mercado de trabalho brasileiro e também, dentre as demais Engenharias, a que mais tem potencial de crescimento. O que você acha que esta faltando para que esse fato seja concretizado? Na sua opinião, o que falta para os engenheiros ambientais hoje?

Eng. Andressa – Em Brasília, ao meu ver, o mercado é meio restrito limitando-se a concurso público, consultoria ou trabalho autônomo isso é uma dificuldade, mas para quem tem coragem de sair de Brasília o mercado de trabalho é promissor, tenho vários amigos que estão atuando na área (Engenharia Ambiental) em outros Estados. Entretanto, falta definir para as empresas/empregadores qual é o verdadeiro campo de atuação do Engenheiro Ambiental, pois as empresas acham que nós (profissionais) sabemos um pouco de cada coisa e não de um todo ou de algo específico da área, então há uma visão um pouco equivocada desse profissional.

Falta se aperfeiçoar e profissionalizar em uma área específica, procurar uma pós-graduação (mestrado e doutorado), não podemos nos acomodar achando que apenas a graduação vai garantir um bom emprego, temos que sempre procurar melhorar no que não temos tanto domínio.

ANEAM - Hoje você está sendo reconhecido pelo trabalho, esforço e dedicação em prol da profissão de Engenheiro Ambiental. Qual recado você gostaria de deixar aos futuros Engenheiros Ambientais?

Eng. Andressa – Que não desistam por mais que o caminho pareça difícil, corram atrás de seus sonhos que com o tempo e muita dedicação eles vão se realizar!

ANEAM - A ANEAM, por meio desta entrevista, vem cumprindo o seu papel de reconhecimento e valorização dos Engenheiros Ambientais do Brasil. Como você avalia esta ação?

Eng. Andressa – Parabenizo toda equipe da ANEAM, precisamos mesmo ser vistos e reconhecidos no mercado e esta ação contribui muito para que esse processo ocorra.

Diretoria de Comunicação - ANEAM

 

Última modificação em Sexta, 18 Outubro 2013 18:07

Add comment


Security code
Refresh

Associação dos Engenheiros Ambientais

Top Desktop version