ANEAM - Associação Nacional dos Engenheiros Ambientais

19-02-2016

LIXO DO CARNAVAL GERA CUSTOS ALTÍSSIMOS PARA O CONTRIBUINTE, DIZ ESPECIALISTA

Avalie este item
(0 votos)

O carnaval é sinônimo de alegria, no entanto, muitas vezes é sinônimo de sujeira também. Os resíduos descartados de forma equivocada causam impacto ambiental no ecossistema das cidades.

Em entrevista ao programa Revista Brasil, o presidente da Federação Nacional das Empresas Prestadoras de Serviços de Limpeza e Conservação, Edgar Segato Neto, avalia que o excesso de sujeira tem relação com um problema cultural no nosso país, porque, segundo ele, falta educação e conscientização desde os foliões até os organizadores.

 

"O custo desta limpeza é altíssimo e paga a população como um todo, tanto quem participou quanto quem não participou da festa", explica.

 

Mas como evitar este impacto negativo? Para o presidente, a Política Nacional de Resíduos Sólidos compartilhou as responsabilidades pelos custos do lixo. "Temos que saber quem gerou a sujeira? Foi a escola de samba tal, a cervejaria tal que patrocinou? Então vem cá. Vamos dividir os custos da limpeza que são astronômicos", avalia.

 

Para Edgar Segato Neto, a Política Nacional de Resíduos Sólidos deveria passar  para os responsáveis pelo carnaval a limpeza do local onde ocorreu a festa sob pena de multas pesadas e até a cassação da licença de funcionamento dessas organizações. 

 

Fonte: EBC

 

 

 

Última modificação em Sexta, 19 Fevereiro 2016 09:55

Add comment


Security code
Refresh

Associação dos Engenheiros Ambientais

Top Desktop version