ANEAM - Associação Nacional dos Engenheiros Ambientais

13-05-2014

ANEAM PARTICIPA DO ENCONTRO NACIONAL DA ENGENHARIA QUÍMICA Destaque

Avalie este item
(0 votos)

Durante os dias 14 e 16 de maio de 2014, ocorre a segunda reunião ordinária da Coordenadoria de Câmaras Especializadas (Coordenação Nacional) de Engenharia Química no Sistema Confea/Crea, na sede do Sindicatos dos Engenheiros de João Pessoa-PB. O presidente da ANEAM, Eng. Marcus Vinícius representa o CREA DF e a categoria dos Engenheiros Ambientais no evento.

 

Hoje não há uma padronização da fiscalização nos Creas, principalmente naqueles que não possuem Câmaras Técnicas específicas, sendo necessário se discutir propostas para serem implementadas a nível nacional.

 

Assim como a Engenharia Química, a Engenharia Ambiental possui atribuições com sombreamentos com o Conselho Federal de Química e, ainda, com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo e com o Conselho Federal de Administração.

 

Para o Eng. Marcus Vinícius é inadmissível o fato de alguns CREAs continuarem com limitações de atribuições para o Engenheiro Ambiental, principalmente na questão do saneamento, pois desta forma alguns Engenheiros Ambientais acabam saindo do Sistema Confea/Crea e se registrando nos Conselhos de Química. Segundo o presidente: “o Engenheiro Ambiental sai do CREA, se registra no CRQ para conseguir determinadas atribuições, porém lá ele não consegue as outras atribuições de Engenheiro, e fica refém ao ter que pagar dois Conselhos Profissionais, e quando tenta sair encontra dificuldades”. Complementa o presidente: “Isto é um completo absurdo, pois o Engenheiro Ambiental deverá ter suas atribuições profissionais reconhecidas pelos CREAs, seja de forma técnica ou via judicial”.

 

A ANEAM vem trabalhando exaustivamente para a criação e fortalecimento das associações estaduais e regionais, para além de defenderem e valorizarem os profissionais, poderem indicar conselheiros Engenheiros Ambientais para os CREAs, para relatarem processos de seus pares e conseguir criar Câmaras Técnicas de Engenharia Ambiental nos CREAs, como processo iniciado no CREA DF, onde são necessários 3 conselheiros titulares com o mesmo título profissional.

 

Quando houver 3 Câmaras da Engenharia Ambiental nos estados, será possível se criar a Coordenadoria de Câmara Especializada de Engenharia Ambiental ou Câmara Nacional, e com isto a categoria terá muito mais força para sua defesa no âmbito do Sistema Confea/Crea, e consequentemente conseguindo mais espaço no mercado de trabalho.

 

“Enquanto isto estamos buscando a participação em outras Câmaras Especializadas, para buscar conhecimento e posteriormente constituirmos a nossa Câmara Nacional, pois a Engenharia de Segurança demorou 40 anos e a Engenharia Florestal demorou 52 anos para isto. Porém com uma estratégia bem definida, temos uma expectativa de criar a nossa em poucos anos, e assim ocupar o lugar que merecemos no Sistema”, afirma o presidente.

 

Hoje no Sistema Confea/Crea, dentre os profissionais citados na matéria, há registrados 16.029 Engenheiros Ambientais, 16.888 Engenheiros Químicos, 12.177 Engenheiros Florestais e 37.767 Engenheiros de Segurança do Trabalho.

 

 

Câmaras Especializadas

 

As Câmaras Especializadas dos Creas são instâncias deliberativas que representam um espaço especializado para que os profissionais e as empresas se informem, tirem dúvidas e resolvam todas as pendências no exercício de suas profissões e atividades.

 

Elas têm por finalidade apreciar e julgar os assuntos relacionados à fiscalização do exercício profissional e sugerir medidas para o aperfeiçoamento das atividades do Conselho Regional, constituindo a primeira instância de julgamento no âmbito de sua jurisdição.

 

DIRETORIA EXECUTIVA - ANEAM

 

 

 

Última modificação em Quarta, 14 Maio 2014 12:01

Add comment


Security code
Refresh

Associação dos Engenheiros Ambientais

Top Desktop version