ANEAM - Associação Nacional dos Engenheiros Ambientais

26-05-2014

ANEAM E ENGENHARIA AMBIENTAL É REPERCUTIDA NA PARAÍBA Destaque

Avalie este item
(0 votos)

O auditório multimídia do Centro de Tecnologia (CT) da UFPB abrigou, no último dia 16, a palestra “O Panorama da Engenharia Ambiental no Brasil”. O evento reuniu estudantes e profissionais com o intuito de debater as opções de atuação no mercado de trabalho, os desafios e o papel do engenheiro ambiental na sociedade.

Quem esteve à frente da discussão foi o presidente da Associação Nacional dos Engenheiros Ambientais (ANEAM) e conselheiro do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Distrito Federal (Crea-DF), Marcus Vinícius Batista de Souza.

“Vamos apresentar a situação dos cursos de Engenharia Ambiental no Brasil, assim como das associações, e um panorama do mercado de trabalho. As atribuições do profissional, as oportunidades e os desafios da categoria do século XXI”, resumiu o palestrante, que destacou também o papel de entidades como o Crea Jovem/Júnior e o Senge Jovem, que terão representantes na mesa de abertura do evento.

Para ele, um grande entrave para a categoria é o fato de que muitos outros profissionais acabam, frequentemente, exercendo a função de um engenheiro ambiental apesar de não terem formação na área.

“Há muitas oportunidades na área, mas profissionais de outras categorias estão ocupando o nosso espaço no mercado de trabalho. Tem muitos Creas no Brasil que limitam as atribuições técnicas do engenheiro ambiental, o que tem prejudicado a valorização da categoria”, explicou.

Atualmente, a Paraíba soma 79 engenheiros ambientais registrados no Crea, uma vez que o curso ainda é novo. Na graduação, são mais de 500 alunos cursando Engenharia Ambiental no Estado. No País, são 295 cursos de graduação.

“É importante mostrar para esses alunos a importância de participar de cursos, simpósios, congressos, para assim eles poderem ‘turbinar’ seus currículos e conquistarem esse espaço no mercado de trabalho que vem sendo ocupado por outros profissionais”, concluiu.

Já a presidente da Associação Paraibana dos Engenheiros Ambientais (Apeamb), Kátia Lemos Diniz, comenta que o caminho para a valorização do profissional ainda é longo. “Como é uma profissão nova, não somos muito respeitados, e foi por isso que foi montada a associação, para fortalecer a categoria”, disse.

Fonte: Revista Edificar

 

 

 

Última modificação em Segunda, 26 Maio 2014 22:49

Add comment


Security code
Refresh

Associação dos Engenheiros Ambientais

Top Desktop version