ANEAM - Associação Nacional dos Engenheiros Ambientais

29-03-2016

MARÇO, MÊS DAS MULHERES E DA ÁGUA - ENG. BRUNA HAYASHIDA Destaque

Avalie este item
(0 votos)

 

 

 

 

Dia 08 de março comemora-se o Dia Internacional da Mulher. E nós da ANEAM conversamos com as mulheres da nossa Diretoria Executiva para saber como é atuação feminina nas diversas regiões do Brasil. Este ano, o tema é recursos hídricos, pois dia 22 de março também comemora-se o Dia Mundial da Água. Confira a nossa última entrevista do mês! Hoje a nossa convidada é a estudante de Eng. Ambiental Bruna Hayashida Arôxa.

 

 

 

 

Entrevistada: Bruna Hayashida Arôxa

Estudante de Engenheira Ambiental

Cargo na ANEAM: Gerente de Comunicação

 

 

ANEAM: Poderia nos falar um pouco sobre você? 

 

Bruna: Estudante do quinto ano de Engenharia Ambiental e Sanitária, Técnica Ambiental e atualmente, estagiária de engenharia em uma consultoria ambiental em São José dos Campos / SP. Autentica, entusiasmada, gosto de trabalhar em equipe, me identifico com a área de gestão de projetos, SGI, SGA e segurança. Tenho objetivos de seguir na área de legislação ambiental e recursos hídricos e/ou saneamento.

 

 

ANEAM: Qual sua opinião sobre a atuação e participação das mulheres na engenharia?

 

Bruna: Acredito na igualdade de gêneros. As mulheres tem provado que podem ser ótimas donas de casa e engenheiras, que o profissionalismo não a faz perder ou esquecer a vida pessoal, pelo contrário, o fato de serem grandes mães e engenheiras acaba inspirando as novas gerações de mulheres a conquistarem cada vez mais seu espaço e mostrar que podemos ter o conhecimento para executar um trabalho de qualidade.

 

 

ANEAM: Quais são as atividades que mais impactam os recursos hídricos na sua região de atuação? E qual sua opinião sobre isso?

 

Bruna: São José dos Campos é uma cidade marcada, historicamente, pela agricultura seguida da chegada de indústrias e os principais rios foram represados para atender a demanda de produção destas. Além disso, existe a pouca educação ambiental da população e empresas clandestinas ou que funcionam ilegalmente, contaminando os recursos hídricos. Nós temos a melhor legislação de recursos hídricos do mundo, temos a maior parte de água doce em nosso território, porém, assim como no Brasil, o que não funciona no município é a prática da legislação. A legislação existe, mas a fiscalização, punição e o interesse ainda são falhos.

 

 

ANEAM: Na sua opinião, qual a importância das associações e outras entidades de classe para a solução de problemas envolvendo os recursos hídricos?

 

Bruna: As associações representam os profissionais da área, buscam melhorias nas áreas de atuação, o melhor desenvolvimento desses profissionais e os que ainda estão no meio acadêmico. Essas associações e entidades adquiriram a missão de desenvolver a melhor gestão para utilização das bacias hidrográficas, a responsabilidade na melhoria do saneamento, agem em razão aos interesses e necessidades da população e do equilíbrio dos recursos naturais. Em minha concepção, é fundamental que associações e entidades estejam presentes nos municípios do país.

 

 

Bruna é Estudante de Engenharia Ambiental e Sanitária, Técnica Ambiental, estagiária na consultoria Alfa Engenharia Ambiental em São José dos Campos – SP, com foco nas áreas de licenciamento ambiental, elaboração de laudos técnicos, plantas de caracterização ambiental, AutoCAD, inscrição de propriedades rurais no SiCAR-SP e geoprocessamento.

 

 

COMUNICAÇÃO ANEAM

 

 

 

 

 

 

Add comment


Security code
Refresh

Associação dos Engenheiros Ambientais

Top Desktop version